De diário virtual a diário de reforma (Como tudo começou)

Durante muito tempo esse espaço ficou em secreto, aqui eu desabafava, estravasava... uma espécie de diário virtual (em tempos modernos caderninhos e lápis perderam a vez), guadadinho a sete chaves, como todo bom diário!

Mas com a mudança de estado, compra do apartamento e sua reforma, os amigos e família (que ficaram todos na terrinha), queriam saber, ver e acompanhar essa boa etapa das nossas vidas e resolvi usar esse espaço para isso, mostrar o dia a dia da pequena reforma que estamos fazendo.

Aqui continuo desabafando, estravasando... mas agora feliz e realizada por poder dividir com vocês a construção do meu jardim!

Ah! Caso deixe um comentário, saiba que amo respondê-los e geralmente o faço no espaço de comentário do próprio post, ok? Caso queira uma resposta mais específica por favor, deixe seu e-mail!
Entrem e fiquem à vontade!

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Doce guirlanda

Na ultima semana de aula da minha filha chegou um bilhete da escola pedindo para que enviássemos um pacote de balinha de morango, e ainda especificava que tinha que ser aquela com embalagem vermelha e verde ( hunf! Fala sério, o que é que a professora estava inventando numa semana já tão cheia, com trabalhos, festinha de encerramento, formatura do ABC...? ).
No ultimo dia de aula, eis que minha pequena volta, feliz da vida com uma guirlanda na mão: "Mãe, olha o que a tia fez!".  E lá estava uma guirlanda feita de papelão e com as balinhas que ela havia pedido, super lindinha.

Minha pequena foi logo falando que ela é que colocaria na porta, mas tive que tirar essa ideia da cabeça dela. Imagina só, a cada vez que alguém passasse por minha porta pegaria uma balinha e antes do Natal só sobraria o papelão. Então, por alguns dias, a guirlanda ficou em cima da mesa da sala esperando pacientemente que eu tivesse uma ideia do que fazer com ela sem que as formigas (humanas e não humanas) acabassem com ela.

Esse é o primeiro ano que fazemos decoração natalina, e mesmo assim resume-se a uma singela e discreta árvore (a pedido da filhota), sem Papai Noel, nem rena, nem neve, nem trenó, nem mesmo vermelha e verde, onde colocar a guirlanda?! Ideia venha por favor!!
Pois bem, dias depois a ideia veio...

Enquanto a mocinha estava serelepe brincando na casa do amiguinho, me armei de prego e martelo e cravei a tal guirlanda na minha parede de tijolinhos no hall de entrada. E não é que ficou mesmo bonitinho? Quando ela chegou ficou numa alegria só por ver sua guirlanda dando as boas vindas a quem aqui chega.


E tá aí uma boa ideia para as professoras e arteiras de plantão!
ps. As balas tem dias contados, depois do Natal é "bye, bye" pra elas.

2 comentários:

  1. Olá amiga vim conhecer seu blog e já estou te seguindo.Venha conhecer meu blog e seje minha seguidora também.Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Saudades!! Tenho pensado tanto em você!!! mas como eu saí do face perdemos um pouco o contato, estou sempre por aqui para ver as novidades! Aproveitei as férias para dar uma repaginada no blog, então nos próximos posts você vai saber porque tenho pensado tanto em você rsss, saiba que quando o assunto é decoração, artesanato, diy você é minha inspiração! bjs

    ResponderExcluir

Deixe aqui os seus pensamentos!